Realidade Aumentada

Realidade aumentada

Realidade Aumentada

Interação entre ambientes reais e elementos virtuais inovam processos industriais.

A tecnologia de Realidade Aumentada consiste na incorporação de elementos ou informações virtuais ao mundo real, com os quais os usuários conseguem interagir por meio de dispositivos eletrônicos compatíveis. Estes objetos virtuais proporcionam uma maior imersão no conteúdo, ao transmiti-lo de forma mais dinâmica e intuitiva.

Devido ao acelerado desenvolvimento tecnológico dos últimos anos, esta ferramenta se tornou mais acessível e está disponível em aplicativos para celulares, tablets e computadores. O exemplo mais comum da utilização da Realidade Aumentada são as etiquetas de QR Code, que podem ser encontradas em diversos locais, como restaurantes, lojas e pontos turísticos. Contudo, o que realmente popularizou esta tecnologia foi o jogo Pokemon Go, lançado em 2016, que levou pessoas de diversos lugares a saírem nas ruas capturando criaturas virtuais.

O termo foi criado em 1992 pelo pesquisador Thomas P. Caudell, durante sua tentativa de inventar um sistema que simplificasse a transmissão de informações para os operários, tornando o processo produtivo mais eficiente com a diminuição do tempo que estes perdiam para ler e interpretar as instruções recebidas. Apesar disso, a primeira referência conhecida à Realidade Aumentada surgiu muito antes, em 1968, com o desenvolvimento, por Ivan Sutherland, do sistema Head Mounted Display, um capacete equipado com um display que projetava imagens por wireframes. Assim, é possível perceber o longo caminho que a tecnologia percorreu para chegar ao que temos hoje.

É importante destacar, ao abordar o tema, a distinção entre Realidade Aumentada e Realidade Virtual. A Realidade Virtual é uma ferramenta que possibilita ao usuário a inserção em um ambiente totalmente construído pelo sistema computacional, onde ele interage com uma simulação, que induz efeitos visuais e sonoros e, dependendo do equipamento, também produz estímulos táteis, olfativos e gustativos. A Realidade Aumentada, por sua vez, adiciona elementos virtuais ao nosso mundo físico. Nas palavras de Tim Cook, CEO da Apple Inc., “a tecnologia deve incentivar o contato humano, não ser uma barreira para que ele ocorra”, por isso ele afirma apostar na Realidade Aumentada para os próximos projetos da empresa, e não na Realidade Virtual.

O recurso tem se mostrado útil em diversas áreas do conhecimento, devido a sua utilização no reconhecimento de imagem, reconhecimento facial, renderização e interação com objetos 3D. Assim, assume papel relevante para o desenvolvimento dos segmentos da saúde, publicidade e indústria, por exemplo. No contexto industrial, a Realidade Aumentada oferece inúmeras vantagens competitivas, promovendo grande melhora na visualização de cenários durante a produção, motivação para a geração de ideias inovadoras, capacidade de organização, formação dos funcionários, tomada de decisões, segurança, além de redução de paradas de máquinas e custos operacionais.

Atenta às tendências tecnológicas que visam um ambiente industrial mais moderno, eficaz e produtivo, a Directa Automação desenvolveu um sistema de Realidade Aumentada bastante versátil e intuitivo. De fácil implantação e com operação simplificada, permite que o usuário crie e aplique a tecnologia, com facilidade e rapidez, em diversos processos e atendendo às demandas mais diversas.

Pensado para a indústria mas aberto à criatividade e necessidade do cliente, o nosso sistema de Realidade Aumentada permite infinitas possibilidades de aplicação, podendo ser empregado em qualquer cenário que demande tal recurso.

Quer conhecer as mais recentes tecnologias e como podemos implementá-las para melhorar o seu processo fabril? Contate-nos!

(48) 3298-8800

comercial@directaautomacao.com.br

www.directaautomacao.com.br

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Contato
Entre em contato