Smart Factory


Smart Factory

O que é e como opera uma fábrica inteligente

            Flexibilidade e eficiência talvez sejam as melhores definições de smart factory (fábrica inteligente). Considerada um dos ápices da 4ª revolução industrial, se caracteriza, sobretudo, pela produção responsiva, adaptável e conectada, promovendo visibilidade e autonomia. A integração de todos os processos torna a produção mais ágil, orientada para o cliente, colaborativa, eficiente em termos de recursos e segura.

            Segundo o National Institute of Standards and Technology dos Estados Unidos (NIST), o processo define-se por sistemas de produção colaborativos totalmente integrados, que respondem em tempo real para atender às demandas e condições variáveis na fábrica, na rede de fornecimento e nas necessidades do cliente.

            Outra definição associada ao smart manufacturing é a que o descreve como: a capacidade de resolver problemas existentes e futuros por meio de uma infraestrutura aberta que permite que soluções sejam implementadas na velocidade dos negócios.

            Trata-se, portanto, da otimização de toda a cadeia de valor, ao longo da qual os custos são reduzidos e as receitas ampliadas, aliados ao controle descentralizado da produção. Loops curtos de feedback, expansão colaborativa e propagação de sensores são elementos presentes numa fábrica inteligente e que ampliam os limites da produção.

            O conceito integra informações de vários aplicativos, produtos e fornecedores, em composições que possibilitam novas soluções. Com aplicações em uma única linha de máquinas, uma fábrica inteira ou uma rede de fornecedores e clientes, traz conectividade de tecnologias e acesso sem precedentes à contextualização de dados.

            Processos de smart manufacturing oferecem ferramentas para analisar dados e testar simulações que podem melhorar significativamente o desempenho da produção, a qualidade dos produtos e a aplicabilidade de projetos.

Tecnologias como inteligência artificial (IA), robótica, big data e internet das coisas (IoT), juntamente com redes de sensores conectados e combinados na análise de dados, compõem sistemas físicos cibernéticos (CPS) que otimizam todo o sistema de produção, gerando produtos de maior qualidade, aumentando a eficiência energética e mantendo o chão de fábrica mais seguro.

            Aplicativos cada vez mais sofisticados, baseados em AI e machine learning, executam muitas das tarefas rotineiras, liberando as pessoas para se concentrarem em decisões de alto nível, e a tendência é que robôs assumam todos os trabalhos que envolvam apenas rotinas manuais.

            As fábricas inteligentes também permitem a gestão mais eficaz de insumos, com informações em tempo real para a cadeia de fornecimento, possibilitando maior visibilidade e controle. No chão de fábrica, informações importantes, como instruções, cronogramas, dados de qualidade, status de estoque e mudanças na demanda estarão interagindo em tempo real e de forma automatizada.

A fim de implantar com sucesso os conceitos e processos de smart manufacturing, é fundamental a escolha de um parceiro com know-how e alinhado às demandas do mercado. Neste contexto, destaca-se a Directa Automação, há mais de 30 anos atuando no desenvolvimento de soluções inovadoras, eficazes e focadas na evolução tecnológica.

Dispondo de ampla gama de sistemas e serviços on-demand, a Directa Automação se consolida como um dos principais fornecedores do segmento, provendo todas as ferramentas para aplicar o smart manufacturing na sua indústria.

 

Contate-nos para conhecer nossas soluções e como elas podem tornar sua indústria mais inteligente.

(48) 3298-8800

comercial@directaautomacao.com.br

www.directaautomacao.com.br

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Contato
Entre em contato